SINDICATO E TRABALHADORES DA VW FAZEM DOAÇÃO PARA O PROJETO ESPERANÇA

O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté e Região (Sindmetau), Claudio Batista, o Claudião, o vice-presidente Fabiano Uchoas e um grupo de trabalhadores da Volkswagen (VW) entregaram na manhã da quarta-feira (31) o cheque, no valor de R$ 52.653,74, para o Projeto Esperança, do Jardim Sônia Maria, em Taubaté.

A doação é feita há 14 anos pelos trabalhadores da unidade da montadora em Taubaté, que criaram o projeto Uma Hora para o Futuro. Nessa ação, o metalúrgico da VW que desejar doa a última hora trabalhada do ano para a entidade, que atende até 220 crianças e adolescentes.

De acordo com a presidente do Projeto Esperança, Benedita Matilde Alves de Almeida, 60 anos, essa doação é primordial. “A ajuda do Uma Hora para o Futuro é de extrema importância para a manutenção das nossas atividades”, declarou.

A diretoria do Projeto é formada por voluntários. Para manter o atendimento das crianças e adolescentes, a entidade gasta por mês R$ 11.500,00. “Toda ajuda é sempre bem-vinda. Somos muito gratos pela doação dos trabalhadores da Volkswagen.”

Fundado há 22 anos, o Projeto Esperança ministra aulas de balé, futebol de salão, de campo e de rua, música, artesanato, culinária, confeitaria e cursos profissionalizantes para adolescentes a partir dos 16 anos de idade. A entidade também oferece projetos, como o “Eu na Foto”, que aproxima os atendidos da fotografia e edição de vídeos.

Outro trabalho desenvolvido pela entidade é o “Educando para a Vida”, no qual as crianças e jovens recebem orientações para a vida adulta, principalmente sobre sexualidade. O Direito de Brincar é realizado toda sexta-feira, sendo o momento livre para o lazer dos pequenos.

 

Aprovado

A entidade é mais que aprovada pelas crianças atendidas. A estudante Diele Lorrany Santos Francisco, de 11 anos, disse que é maravilhoso participar das atividades no Projeto Esperança. “Gosto de tudo aqui, mas a música é a minha atividade preferida. Aprendo violão e bateria.” Diele frequenta o projeto desde os 6 anos de idade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *